Farejador de RF

 

 Farejador de RF ou RF Sniffer é um pequeno aparelho que destina-se a detectar a presença de RF, só pela aproximação ou por conexão direta.
 
   O circuito do meu RF Sniffer é bastante simples, apenas um dobrador de tensão a diodos de germânio e um VU de 200uA reaproveitado de uma velha TV Telefunken, que era usado para indicar a sintonia de canais. A grande vantagem é que não necessita de pilhas para o funcionamento, funciona somente com a própria tensão do RF detectado pelos diodos. Tenho este RF Sniffer montado a muitos anos depois que você acostuma a trabalhar com ele, não consegue mais ficar sem.
 
 
   O potenciômetro de 100K na entrada, serve com um atenuador para sinais muito fortes, neste caso o medidor não serve para indicar a tensão de RF ou o nível em dBm. Apensa serve para um comparativo entre duas medições, se num ponto há mais RF do que em outro ponto, por comparação.
 
   Ou seja o farejador de RF não serve como miliwattimetro
 
   Para ficar bem pratico, montei dentro de um tubo de PVC para esgoto, de 40mm. Tudo ficou acomodado dentro do próprio tubo. O manuseio ficou muito fácil. Basta segurar e espetar no ponto onde se quer xeretar o rf. As tampas do tubo foram feitas de madeira torneada, que fiz aqui mesmo no meu torninho improvisado. A etiqueta do acabamento foi feita utilizando o método desenvolvido por mim.
 
 
 
   Na tampa traseira do tubo, foi colocado um borne do tipo banana, para a eventual necessidade de ligar uma garra jacaré para o terra, no caso de medir potencias muito baixas.
 
 
   Mas normalmente não é necessário, apenas a capacitância da mão, próximo ao suporte do potenciômetro feito com um pedaço de chapa de ferro, já provê um contra-peso ótimo, para isso solde o terra do circuito também na chapa de suporte. Como pode ser visto no esquema acima o circuito é mega-ultra-hyper simples, não precisa nem de placa para montar, pode ser tudo montado no bom e velho estilo "teia de aranha" mesmo.
 
 
 
   A ponta de sondagem foi feita com um pedado de vareta de latão para solda, e encapada com espaguete termo-contrátil para evitar esbarrões e possíveis curtos durante uma medição.
 
 
   O funcionamento é muito bom desde VLF até UHF, na foto abaixo o farejador detectando a transmissão do Yaesu VX-1R, em 433.1MHz com apenas 50mW de potência apenas por indução, note que nem foi necessário contra-peso de RF.
 
 
Fonte: http://www.py2bbs.qsl.br